ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 90,00

ANUAL R$ 160,00

(48) 3535-1256


Em Criciúma choveu 58 milímetros de chuva em um intervalo menor que uma hora

Tempo

há 2 meses


06/12/2023 22h08 - Atualizado em 06/12/2023 22h13


Fortes chuvas na tarde desta quarta-feira em Criciúma causou fortes alagamentos. Conforme o climatologista da Epagri/Ciram de Urussanga, Márcio Sônego,  a estação da Satc em Criciúma,  registrou 58 milímetros de chuva em um intervalo menor que uma hora. O que provocou muitos alagamentos em várias ruas centrais da cidade, entrando em alguns estabelecimentos e casas.

Para piorar a situação do trânsito, a falta de energia deixou vários semáforos desligados.

O trânsito no local foi interditado por conta de acúmulo de lama na pista, foi necessário que funcionários da prefeitura com o apoio dos bombeiros limpassem a lama da ruas e calçadas.

Sônego detalha que choveu o dobro do crítico para acontecer enchente urbana. “A drenagem urbana de Criciúma não aguentou. Dificilmente alguma cidade aguenta um volume de chuva tão alto em pouco tempo. A tendência é acalmar. A noite não acontece essa chuva. Mas amanhã pode ter em alguns locais novamente. Poderemos ter tempestades nesta quinta feira novamente e será um dia quente.

#Anuncio_74

 

Comunicado Defesa Civil

O Governo de Criciúma por meio da Defesa Civil, informa que as equipes estão em prontidão para atender ocorrências relatadas pela comunidade, a maioria delas relacionada a alagamentos. Segundo dados da Epagri/Ciram, em dez minutos , a cidade registrou um volume de chuva excepcional, com mais de 40 milímetros.

A capacidade do sistema de drenagem urbana comporta até 30 milímetros por hora, em função do alto volume de chuva em um curto período de tempo, foram registrados pontos de alagamento. Como na rua Coronel Pedro Benedet, que ficou alagada e foi tomada pela lama. A Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, está apurando o que causou o incidente, a equipe do pátio de máquinas e um caminhão do Corpo de Bombeiros estão no local para realizar a limpeza.

No entanto, as áreas afetadas estão apresentando rápida melhora, e as obras de macrodrenagem e pelo Canal Auxiliar contribuíram para minimizar significativamente os transtornos causados pelo excesso de chuvas.

 

A Defesa Civil registrou ocorrências 14 em diversos bairros, entre eles, Centro, Nova Esperança, Linha Anta , Santa Luzia, Vila Manus, São Sebastião, Santo Antônio, Mina Brasil, As equipes seguem mobilizadas para atender a população.

Fonte: Engeplus

Compartilhe esta notícia



Voltar


Utilizamos cookies para sua melhor experiência em nosso website. Ao continuar nesta navegação, consideramos que você aceita esta utilização.

Ok Política de Privacidade

Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande