ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Moradora faz denúncia junto ao MP e alega falta de atendimento pediátrico no município

Saúde

1.6 mil

há 1 mês


05/06/2020 09h25


Uma moradora de Santa Rosa do Sul denuncia a falta de atendimento pediátrico nas Unidades de saúde do município. A mesma inclusive cita em sua rede social o fato.

“Estamos encaminhando um processo junto ao Ministério Público de Santa Catarina contra à secretaria de saúde do município Santa Rosa do Sul, por não oferecer médico pediatra ferindo direitos à saúde e principalmente ferindo o artigo 7.º Capítulo I do estatuto da criança e adolescente. Uma vergonha para administração municipal. Será que vamos ter de esperar uma vacina para covid-19 para que médicos voltem a atender? Se o atual faz parte do grupo de risco precisa ser substituído e principalmente não receber, pois é o com meu dinheiro que está sendo pago! Por que o setor privado está atuando normalmente enquanto o público negligencia atendimento? Ou é incompetência na gestão da secretaria da saúde ou é corrupção mesmo! Esperamos uma solução. Se não tem pediatra no posto, então nos paguem as consultas no privado! Dinheiro para isso tem”, relata Alane Bereta.

Procuramos o secretário interino de saúde Jean Carlos Paulo Kunz, na qual o mesmo relatou que a secretaria está apenas cumprindo com as portarias exigidas pelo Governo do Estado.

Em nenhum momento deixamos ninguém sem atendimento, porém devido a pandemia muitas coisas foram mudadas, e só estamos cumprindo as exigências. Mas temos clinico geral que está atendendo crianças e caso necessário encaminhando a especialistas dentro do possível. Nosso pediatra que atende nas Unidades de saúde precisou ser afastado pois tem 70 anos e pertence ao grupo de risco, mas não está sendo remunerado nesse período, sendo que o mesmo é contratado via consórcio” explica o secretário.

Ainda segundo ele os atendimentos eletivos estão voltando essa semana conforma portarias propostas pelo Governo do Estado.  

“Estamos tentando trabalhar da melhor forma possível para não colocar em risco nem os pacientes e nem os profissionais.  Essa pandemia mudou totalmente a estrutura das unidades de saúde, e por isso precisamos nos estruturar e nos organizar, o que já estamos fazendo. Mas as pessoas precisam levar mais a sério a Covid-19, mas reforço que em momento algum as unidades ficaram sem assistência médica, porém precisamos nos adequar. Além disso, pediatra é um dos profissionais mais difíceis de encontrar para unidades de saúde, mas está sendo vista a possibilidade de contratação de outro profissional caso haja necessidade”, completa o secretário.

Fonte: Mariane Rodrigues/Jornal Volta Grande

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande