ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Municípios fecham divisas: Ninguém entra e nem sai por conta da prevenção ao Coronavírus

Saúde

14.8 mil

há 16 dias


20/03/2020 08h58


Avenidas desertas. Comércio fechado. Pelas ruas somente policiais. Viaturas da Polícia Militar e Polícia Civil fazem rondas. Este foi o cenário de uma quinta-feira, sem ser feriado, na Capital e nas cidades mais populosas do Estado. Na manhã dessa sexta-feira (20), não foi diferente e com ainda mais restrições de acordo com o novo decreto anunciado pelo Governo do Estado. Municipios da Amesc como Morro Grande, Balneário Arroio do Silva, Praia Grande, Timbé do Sul já estão com bloqueios na entrada das cidades.

 

No Estado

 

Com todo o efetivo nas ruas, a segurança pública vem conseguindo manter o decreto que prevê medidas restritivas para evitar o contágio do Coronavírus.

O governador Carlos Moisés emitiu novo decreto nesta quinta-feira, 19, com mais duas restrições para evitar a aglomeração de pessoas em Santa Catarina. A ação faz parte de um conjunto de iniciativas do Executivo estadual para tentar conter a propagação do novo coronavírus. As novas medidas proíbem a circulação e ingresso de veículos de fretamento e transporte coletivo, público ou privado, de passageiros no Estado, além da concentração e permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, a exemplo de parques, praças e praias.

 

Novo Decreto

 

Este novo documento altera o decreto anterior, uma vez que a intenção do Estado é centralizar todas as medidas em um único ofício. Em entrevista à imprensa concedida de forma online, o governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, ressaltaram que o número de casos confirmados em Santa Catarina triplicou em três dias, saltando de 7 para 21, e por isso existe a necessidade de medidas mais duras para bloquear este crescimento.

“Temos pesquisa que mostram que em locais onde essas medidas de restrição não foram feitas, o vírus se propagou muito mais rapidamente. Fazemos um apelo à população: só as medidas do Governo não adiantam se não contamos com a boa vontade das pessoas. Precisamos ter a parceria do público. Esse é um ato de responsabilidade para mitigarmos o efeito dessa pandemia", destacou o governador.

 

O secretário da Saúde também salientou que o Estado está tomando medidas para a proteção e treinamento dos profissionais da área da saúde, como a aquisição de testes rápidos, que em breve deverão ser disponibilizados. Estes testes serão realizados nos profissionais da saúde e naqueles que estão mais expostos a riscos às situações de contágio, como bombeiros e policiais. Os testes também serão usados para a detecção de pacientes que estiverem em situação grave.

 

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande