ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Policia Federal apreende computador de filho de Ex-prefeito de Jacinto Machado

Política

13.2 mil

há 1 mês


28/09/2019 16h13


 

 

Brasília- Apreensão ocorreu durante a operação desintegração deflagrada no dia 19, que tinha como alvo, descobrir propina de 5,5 milhões supostamente destinados a Senador Fernando Bezerra (MDB) de Pernambuco e o filho dele, o deputado Fernando Coelho.

 

A Polícia Federal apreendeu em diligências no Senado um computador com arquivos que cita a Empresa Paulista S.A. Empreiteira investigada por suposto pagamento de propina ao Senador Fernando Bezerra Coelho. Segundo o auto de busca e apreensão do equipamento estava no gabinete de uso do assessor parlamentar João Paulo Recco de Fávere, (natural de Jacinto Machado- SC) onde seu pai foi prefeito.

 

Alvos da Operação Desintegração, deflagrada por ordem do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, pai e filho são suspeitos de receber 5,5 milhões de 4 empreiteiras- OAS, Paulista, constremac em Barbosa Mello.

 

A ofensiva provocou imediata reação dos aliados dos Bezerra. A presidência do Senado anunciou que vai ao Supremo contra a missão que a Polícia Federal executou por determinação de Barroso. Os agentes também apreenderam agendas com anotações e outros computadores e HDs.

 

No gabinete do filho de Bezerra, o deputado Fernando Coelho a Polícia Federal prendeu um envelope contendo comprovantes de diversos depósitos de acordo com as investigações os pagamentos teriam sido feito entre 2012 e 2014, na época em que o Coelho era ministro da Integração Nacional do Governo Dilma, responsável pela contratação de obras do grande relevo no nordeste a exemplo da transposição do Rio São Francisco e o canal do Sertão.

 

Matéria completa no Jornal O Estadão  https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/documentos-apreendidos-no-senado-citam-empreiteira-acusada-por-propinas-a-lider-de-bolsonaro/?utm_source=estadao:whatsapp&utm_medium=link

Fonte: O Estadão

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande