ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Policial Militar aposentado mata ex-mulher com quatro tiros e se suicida

Obituário

há 21 dias


10/09/2020 11h25 - Atualizado em 10/09/2020 11h35


Autor era um PM da reserva que após matar a ex-mulher, cometeu suicídio

Na manhã desta quinta-feira, dia 10, um crime de feminicído seguido de suicídio chocou moradores da rua Meleiro, na Praia dos Golfinhos, Zona Sul do Balneário Arroio do Silva.

Um Policial Militar da Reserva Remunerada atirou contra a ex-mulher e depois tirou a própria vida. O crime foi praticado na frente da filha do casal, de 30 anos, dentro do quarto onde mãe e filha dormiam.

Conforme informações, Antônio Carlos da Silva de 61 anos, foi casado por muitos anos com Maria de Fátima dos Santos de 59. Eles estavam separados há algum tempo e recentemente a filha foi morar com a mãe na Praia dos Golfinhos. Na noite de ontem, quarta-feira (09), os três se reuniram para comemorar o aniversário de Maria e Antônio acabou dormindo na casa da ex.

 

Foi por volta das 7 horas da manha

 

Maria dormiu no quarto com a filha e Antônio em outro cômodo. Na manhã de hoje, por volta das 07h15min, a filha do casal acordou com o pai sobre a cama, tentando sufocar a mãe. A filha tentou intervir, mas Antônio pegou uma pistola 380 e efetuou quatro disparos à queima roupa no peito da ex-mulher, que morreu na hora. Após o crime Antônio atirou contra o próprio peito.

A Polícia Militar e Corpo de Bombeiros foram acionados. Quando os militares chegaram no local encontraram Maria em óbito sobre a cama e Antônio, ainda vivo, caído no chão do quarto. Até a chegada do socorro os policiais realizaram os atendimentos de primeiros socorros, contudo ele não resistiu e também foi a óbito.

A área foi isolada até a chegada da Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias (IGP) e Instituto Médico Legal (IML). O delegado Jair Pereira Duarte da, Divisão de Investigação Criminal de Araranguá também esteve no local.

Cápsulas e a pistola calibre 380 usada no crime foram apreendidas pela polícia.

Em três dias, este foi o segundo feminicídio registrado na Comarca de Araranguá. Na feriado de 7 de setembro, uma mulher foi morta a facadas pelo companheiro, na casa onde morava no bairro Lagoão, em Araranguá. O autor do crime continua foragido.

 

Fonte: Portal Agora Sul

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande