ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 140,00

(48) 3535-1256


Destino une casal e esposa doa rim para marido

Geral

há 1 mês


12/06/2021 08h00 - Atualizado em 11/06/2021 17h39


Quando fazia 4 anos que estavam juntos, ela doou um rim para o marido, hoje há 20 anos eles vivem felizes agradecendo a Deus pela união.

Jacinto Machado - No próximo sábado dia 12 de Junho é comemorado o Dia dos Namorados. Uma data especial para os casais apaixonados que demonstram ainda mais seu amor um pelo outro. E por isso vamos contar a história de um casal especial que conseguiu demonstrar todo esse amor de forma concreta. Isso porque a esposa doou um dos seus rins para o marido que sofria fazendo hemodiálise.

Sonia Baltazar Gonçalves natural de Sombrio tem 46 anos é casada com Arlei de Souza Veronez que tem 49 anos e é natural de Jacinto Machado. Ela tem 3 filhos, duas filhas do primeiro casamento e 1 filha de 20 anos com Arlei e ele tem 1 outro filho com a primeira esposa. Atualmente eles moram em Jacinto Machado.

A história

Sonia conta que morava em Turvo e acabou se separando e foi morar com a irmã em Sombrio. A irmã dela namorava com o irmão do Arlei e foi onde acabou conhecendo o Arlei. Se conheceram e foi amor a primeira vista. “Ele bem alto, eu baixinha. Fomos nos conhecendo, namoramos alguns meses e depois fomos morar juntos e estamos juntos há 20 anos” conta Sonia.

A doença

Quando ele ficou doente fazia quatro anos que estavam casados, ficou bem ruim. Segundo Sonia, ela também acabou passando por uma depressão bem forte devido a toda situação. “Ele perdeu os dois rins pois fez 7 meses de hemodiálise e colocaram ele na fila do transplante, mas podia a qualquer hora morrer, pois passou bastante apuro. Vendo todo sofrimento eu falei pra minha sogra que doaria meu rim pra ele ai comecei a ir fazer os exames, até que foi dando certo, eu era compatível. Ele estava fazendo hemodiálise em Porto Alegre” explica a esposa.

E em 2007 ela foi internada para fazer os exames para o transplante. “Acharam até que não ia dar certo pois a artéria do meu rim era diferente, até os médicos falaram que nunca tinham visto isso. Aí fiquei desanimada pois depois de dois anos de sofrimento, os médicos falam isso, mas depois de avaliar bem, os médicos disseram que ia dar certo. E no dia 18/04/2007 foi realizado o transplante, passei bem e perguntei pelo Arlei e eles colocaram as nossas camas mais perto ate que conseguimos pegar um na mão do outro. Fiquei mais tranquila pois após o transplante tive hemorragia interna e bronquiopneumonia, mas no final deu tudo certo. Eu acho que é coisa de Deus, porque eu nunca na minha vida ia imaginar que eu fosse nascer pra salvar a vida de uma pessoa, no caso do meu marido” relata Sonia.

Internada ate 30 de abril, fiquei uns dias em casa e tive que voltar pro hospital e ele ficou internado, até que no dia 12 de maio fomos os dois para casa. Eu digo que foi  destino, foi Deus , foi o nosso amor”, completa.

 

O segredo do relacionamento

“Eu acredito que para um bom relacionamento é preciso confiança e acima de tudo respeito e sinceridade. Sai de um casamento que eu apanhava, foram 11 anos sofrendo. Depois conheci o Arlei, uma pessoa maravilhosa, muito carinhoso e muito verdadeiro, sincero. Uma pessoa que eu amo demais” destaca a mulher apaixonada.

Ela conta ainda que jamais se arrepende do ato de amor em doar seu rim para o marido. “Eu resolvi doar e fiquei muito feliz em poder ajudar ele, e jamais me arrependo, pois ele é muito bom pra mim, eu amo muito ele” ressalta.

 Sentimento de gratidão

Ele conta que será eternamente grato a esposa e que ela é um presente que Deus colocou em sua vida. “Não tenho nem palavras pra descrever o que eu sinto por ela, ela é tudo pra mim, foi Deus que a colocou no meu caminho. Faria por ela, tudo que ela fez por mim com certeza”, conclui o esposo.

 

Fonte: Mariane Rodrigues - Jornal Volta Grande

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande