ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


“Ser Pai é um sonho realizado”

Geral

há 1 mês


09/08/2020 10h24


“Quando soube que a Sara tinha síndrome de down, descobri naquele momento que não foi eu que escolhi a Sara, a Sara que me escolheu”

No próximo domingo, 9 de agosto é celebrado o Dia dos Pais. Um dia especial na qual se comemora afetivamente com o homem que deu sentido à vida dos filhos. Dessa forma nossa reportagem trouxe a história de um Pai especial que tem orgulho dos filhos e de se fazer presente na vida deles.

Jailton Marques mora em Forquilhinha, é bancário, tem 50 anos e é pai de três filhos. Tiane de 28 anos, Renan de 21 e a pequena Sara de 9 anos.

“Sou pai separado, dois filhos com minha primeira esposa, a Tiane e o Renan e Sara de um outro relacionamento. Renan mora comigo e minha atual esposa Suzana, que me ajuda muito tanto com ele quanto com a Sara quando ela vem pra cá. Tiane a filha mais velha, é casada e tem uma filha mas também vai ser pra sempre minha menina” conta o pai orgulhoso.

Para ele ser Pai é um sonho realizado, uma benção. E ainda segundo ele quando a Sara nasceu, nasceu também um novo Pai, um Pai que superou limitações e que triplicou seu amor, tendo em vista que ele seria Pai de uma criança especial, mesmo que a descoberta tenha sido tardia.

“Quando eu descobri que ia ser pai da Sara, eu não sabia que ela ia nascer com síndrome de down, e sinceramente, foi melhor não sabermos, uma vez que foi uma gestação bem tranquila. E só fui descobrir com quase 1 ano de idade. Minha reação foi a melhor possível, porque a Sara demonstrava muito amor, muita alegria, sempre muito sapeca, descobri naquele momento que não escolhi a Sara, a Sara me escolheu” relata o Pai emocionado.

“Quando a mãe da Sara estava grávida, eu fui numa missa em Cocal do Sul, eu não sabia que a missa era em homenagem as crianças especiais, e na prece do Padre, ele deixou uma mensagem que me tocou muito, ele disse que cada pai que estava ali, não era pai dessas crianças, nem desses jovens por acaso, eles foram escolhidos a dedo. Aquilo nunca saiu da minha lembrança. E aí veio a Sara”, relembra Jailton

A Sara é mais que especial, eu falo com ela todos os dias pelo WhatsApp, ela sabe mexer, pois ela tem um tablete e me manda mensagens todos os dias e isso é uma conquista, tanto para ela por ser especial e lidar com algumas limitações quanto para mim enquanto Pai que construí essa relação maravilhosa com ela. No aniversário dela fizemos chamada de vídeo eu,ela e meus outros dois filhos, pois devido a pandemia não pudemos ter contato, mas mesmo ali por chamada de vídeo cantamos os Parabéns e tornamos o dia dela especial. Ela é uma criança inteligente demais e encantadora. Depois de 8 anos ela inclusive recebeu alta da Fonoaudióloga, isso é gratificante demais. Ano que vem ela completa 10 anos, já está combinado vamos pro Beto carreiro que é o sonho da Sara” comenta.

Ser Pai...

Eu tinha dois filhos lindos, maravilhosos, porém faltava mais, e daí veio a Sara, minha vida mudou totalmente pra melhor, até na relação com meus dois filhos que já era ótima. Sabe que você olha pra sua filha e vê as conquistas, o crescimento, é uma emoção maravilhosa. Ser pai de verdade, é estar presente, e dar o abraço quando eles precisam, é não passar a mão na cabeça quando eles erram, é incentivar para as conquistas, mais acima de tudo é se entregar no amor. É maravilhoso ser pai” completa o Pai.

Ainda emocionado e falando sobre o orgulho que tem dos filhos ele deixa uma mensagem para quem pretende, ou está a caminho de se tornar Pai.

“Não percam tempo, ser pai é uma benção, é maravilhoso, em todos os momentos. E para aqueles que não convivem, busque-os, sejam presente, o tempo passa rápido, você não pode olhar pra atrás e saber que ficou um tempo sem a presença dos filhos, isso é tempo perdido. Sabe que mesmo quando não estou com eles, eu fico imaginando e pensando todos os dias o que eles estão fazendo, e isso é mágico, um sentimento sem explicação. Se eles sorriem, eu sorria também, se eles choram a gente chora junto, mais vale muito a pena” conclui Jailton.

 

Fonte: Mariane Rodrigues/Jornal Volta Grande

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande