ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Governo do Estado anuncia retorno do comércio, bancos, restaurantes e outras atividades

Geral

há 4 meses


26/03/2020 19h29 - Atualizado em 26/03/2020 19h39


Setores voltarão à ativa, mas deverão respeitar regras de distanciamento. Transporte coletivo e escolas seguem suspensos

 

O governador Carlos Moisés da Silva anunciou na noite desta quinta-feira (26) um plano estratégico para retomada das atividades econômicas. No documento, o governo cria uma agenda para retorno gradativo dos setores. Moisés também atualizou os casos de Coronavírus (veja abaixo).

 

A partir de quarta-feira (1º), poderão voltar às atividades o comércio em geral, academias, shoppings centers, bares, restaurantes, setor hoteleiro, setor de construção civil, escritórios de prestação de serviço, profissionais liberais e centros de distribuição e depósitos.

 

Os estabelecimentos que recebem público devem seguir normas de distanciamento social. O documento prevê a limitação da entrada em 50% da capacidade. Além disso, o local deve promover o controle de acesso, marcação de lugares, controle da área externa, respeitando a distância mínima de 1,5 metro por pessoa. 

 

Também ficam autorizadas, a partir de 1º de abril, as atividades de serviços autônomos, domésticos e de profissionais liberais.

 

O plano prevê ainda o retorno de atividades financeiras a partir de 30 de março. Poderão atuar os bancos, cooperativas de crédito, correspondentes bancários, e lotéricas, exclusivamente para pessoas que necessitem de atendimento presencial.

 

Permanecem suspensas ainda (por sete dias a partir de 1º de abril) as atividades de transporte municipal e intermunicipal e a entrada de veículos de transporte de passageiros de outros estados e outros países. As aulas em toda a rede de ensino, assim como eventos de qualquer natureza também seguem suspensos. 

 

As novidades serão incluídas em decreto que deve ser publicado nesta sexta-feira (27). 

 

Voltam às atividades:

30 de março - Bancos, cooperativas de crédito, correspondentes bancários, e lotéricas, exclusivamente para pessoas que necessitem de atendimento presencial.

 

1º de abril - Comércio em geral, academias, shoppings centers, bares, restaurantes, setor hoteleiro, setor de construção civil, escritórios de prestação de serviço, profissionais liberais e centros de distribuição e depósitos, respeitando as regras de distanciamento social.

 

1º de abril - Atividades de serviços autônomos, domésticos e de profissionais liberais. 

 

Permanecem suspensas: 

Atividades de transporte municipal e intermunicipal e a entrada de veículos de transporte de passageiros de outros estados e outros países por sete dias a partir de 1º de abril; 

 

Aulas nas escolas da rede estadual, municipal e particular (30 dias a partir de 19 de março);

 

Atividades de eventos públicos e particulares de qualquer natureza (Inclui missas e cultos); permanência em parques, praças e praias. 

 

Evolução dos casos

O governo do Estado confirmou que o número de casos de Covid-19 em Santa Catarina subiu para 149. Do último boletim, três municípios entraram na lista: Itapema, Siderópolis e Timbé do Sul. Laguna saiu da relação, devido ao novo critério de registro do caso onde o paciente reside.

 

Ao todo, são 30 cidades atingidas: Florianópolis (20), Itajaí (16), Criciúma (12), Blumenau (12), Braço do Norte (9), Tubarão (8), Balneário Camboriú (8), São José (8), Joinville (7), Imbituba (5), Camboriú (4), Chapecó (4), Gravatal (3), Navegantes (3), Porto Belo (3), Jaraguá do Sul (2), Jaguaruna (2), Rancho Queimado (2), Siderópolis (2), Balneário Arroio do Silva (1), Canelinha (1), Gaspar (1), Içara (1), Itapema (1), Lages (1), Pomerode (1), São Ludgero (1), São Pedro de Alcântara (1), Tijucas (1) e Timbé do Sul (1).

 

 

Além disso, são mais cinco casos registrados de pacientes de outros estados e três, de outros países. 

Fonte: RCN

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande