ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Gêmeos são operados ainda na barriga da mãe em cirurgia inédita em Florianópolis

Geral

843

há 10 dias


02/12/2019 20h08


Procedimento realizado no útero durante a gestação serviu para garantir a alimentação equilibrada dos bebês

 

Uma família passou por uma experiência inédita em Florianópolis nesta segunda-feira (02): os gêmeos de Bruna e Thiago Ferreira passaram por uma cirurgia ainda na barriga da mãe. O procedimento foi feito por um médico de São Paulo e por uma equipe do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), para garantir a nutrição equilibrada dos gêmeos durante a gestação.

 

Os bebês tinham a Síndrome da Transfusão Feto-Fetal, uma complicação que pode ocorrer nas gestações de gêmeos que estão dividindo a mesma placenta, porém em bolsas diferentes. A cirurgia precisou ser feita para separar os vasos sanguíneos que levam alimento até os bebês. Como parte do sangue era distribuído em comum, um deles estava recebendo mais alimento do que o outro.

 

Para isso, o médico Mauricio Saito precisou trazer um fetoscópio de São Paulo. É através deste equipamento que o cirurgião introduz um cateter de cauterização para eliminar os vasos sanguíneos que alimentavam os gêmeos. Com o sucesso da cirurgia, os bebês vão conseguir receber os alimentos de maneira equilibrada — agora, com um vaso sanguíneo exclusivo para cada um.

 

— A ideia foi de igualar o fluxo sanguíneo para os dois. Se o procedimento não fosse feito, o risco de os dois morrerem era grande. A única chance dos dois sobreviverem era fazendo essa cirurgia — afirma a médica Jamile Abi Saab, da equipe do Hospital Professor Polydoro Ernani de São Thiago.

 

Em Santa Catarina, a cirurgia já havia sido realizada em Blumenau. Em Florianópolis, é uma iniciativa para que as mães que precisam passar pelo procedimento ainda durante a gestação não precisem viajar até São Paulo.

 

Pais de primeira viagem e muitos desafios 

Thiago diz que o susto de saber que seria pai de gêmeos foi ainda maior do que saber que os bebês precisariam passar pela cirurgia. Ele conta que, tão logo recebeu o diagnóstico, passou a pesquisar sobre o assunto e compartilhar informações com Bruna com o intuito de tranquilizar a esposa.

 

— Eu acho que eu passo o dia inteiro pesquisando na internet e mandando links para a Bruna — disse Thiago.

Já a mãe dele é entusiasta da ideia de receber logo dois bebês na família:

— Com certeza criar os dois juntos é melhor — garante Elisabete Ferreira.

 

 

Agora, os cuidados serão ainda mais intensos. A médica Jamile Saab afirma que a mãe precisará ir ter consultas semanais para acompanhar o desenvolvimento dos pequenos. E, como a cirurgia foi um sucesso, a expectativa é que os gêmeos tenham equilíbrio no desenvolvimento até a hora do nascimento.

Fonte: NSCTotal

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande