ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Estudo mostra a importância do papel da mãe nos primeiros anos de vida de seus filhos

Geral

579

há 3 meses


12/05/2019 14h54


Todo mundo sabe que crianças que recebem mais atenção, carinho e amor das mães têm um melhor desenvolvimento, mas estudo realizado pelo Hospital Infantil de St. Louis, da Universidade de Washington, mostrou os efeitos práticos disso: os cérebros das crianças podem crescer até duas vezes mais na comparação com aquelas que são niglenciadas.
As crianças que receberam mais apoio da mãe antes da escola apresentaram maior crescimento no hipocampo, que está associado à aprendizagem, às memórias e às emoções reguladoras, conforme o psiquiatra infantil responsável pelo trabalho, Joan Luby.
"O relacionamento entre pais e filhos durante o período pré-escolar é vital, ainda mais importante do que quando a criança fica mais velha", afirma, salientando que "este estudo sugere que há um período sensível em que o cérebro responde mais ao apoio materno".
Segundo ele, isto se deve à maior plasticidade no cérebro quando as crianças são mais jovens, o que significa que o cérebro é mais afetado por experiências muito antigas. "Isso sugere que é vital que as crianças recebam apoio e carinho durante esses primeiros anos".
O estudo acompanhou 127 crianças de quando elas estavam prestes a começar a escola, a adolescência precoce, analisando seus cérebros. Os pesquisadores mediram carinho nas mães, observando de perto e marcando interações gravadas em vídeo entre mães e seus filhos. Nas interações, pediu-se às mães que completassem uma tarefa e ao mesmo tempo impedissem que a criança abrisse um presente embrulhado de forma atraente, um cenário que deveria refletir uma situação cotidiana como quando uma criança quer atenção, mas uma mãe está ocupada.
Os pais que são capazes de manter a compostura e completar as tarefas designadas enquanto ainda oferecem apoio emocional aos seus filhos são classificados como mais carinhosos e apoiadores. "Temos uma razão muito lógica para incentivar políticas que ajudem os pais a se tornarem mais favoráveis"
No exame das tomografias do cérebro, os pesquisadores descobriram que as crianças cujas mães eram mais favoráveis do que a média tiveram aumentos no crescimento do hipocampo que eram mais do que duas vezes maior do que aqueles cujas mães foram ligeiramente abaixo da média na escala de carinho.
Os pesquisadores também descobriram que a trajetória de crescimento no hipocampo estava associada a um funcionamento emocional mais saudável quando as crianças entravam na adolescência. "Suporte materno precoce afeta o desenvolvimento do cérebro da criança", frisa o psiquiatra.
"Sabemos também que fornecer apoio aos pais pode ter um impacto positivo em outros resultados comportamentais e adaptativos em crianças. Portanto, temos uma razão muito lógica para incentivar políticas que ajudem os pais a se tornarem mais solidários".
Fonte: jornal Volta Grande

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande