ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Corpo do médico araranguaense que faleceu a passeio em Portugal ainda está em Lisboa

Geral

1.8 mil

há 2 meses


09/05/2019 10h36


 

O Médico ginecologista Francisco Crespo Viegas, o Chiquinho  estava com a namorada na manhã desta quarta-feira (8), em Portugal, onde faziam uma viagem de 10 dias. Ontem quarta feira, sofreu um infarto fulminante. Pediu ajuda, mas não deu tempo.

Chiquinho, como era conhecido, nasceu em Alegrete/RS, dia 18/12/1945, no final do 1º período do governo de Getúlio Vargas.

Estou Medicina, era ginecologista e obstetra, veio para Santa Catarina em 1973. Ali chegou a ser vereador pelo PMDB.

Em 1978, Chiquinho veio para Araranguá, se estabeleceu e não saiu mais. Tinha duas paixões vermelhas: o Internacional e o PMDB. Chegou a ser candidato a vereador no município, mas não se elegeu.

 

Ele chegou a Araranguá junto com dois outros médicos já falecidos, Edgar Serrano e Luiz Gallo Serrano.

Era aposentado do Estado de Santa Catarina, mas mesmo com 73 anos de idade, ainda atendia em seu consultório, como perito da Unimed e nas renovações das carteiras de habilitação (atendida por um consórcio de médicos).

De acordo com o filho, Eduardo, seu pai já havia sofrido um infarto há 14 anos e teve que fazer uma ‘ponte de safena’. Estava reclamando há 2 dias de uma dor no peito, mas, como era médico, por ironia do destino, preferiu não procurar um médico. Pensou que fosse apenas cansaço da viagem.

Agora, a namorada está acompanhando todo o trâmite junto ao consulado para fazer o translado. O advogado José Roberto Ostetto, que tem um escritório em Portugal, auxiliou, pediu apoio de um amigo lá em terras lusitanas.

A família aguarda agora que o órgão português equivalente ao nosso Instituto Médico Legal (IML) faça a necropsia, para liberar o atestado de óbito.

Fonte: jornal enfoque

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande