ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 80,00

ANUAL R$ 150,00

(48) 3535-1256


Finados : Dia da Saudade

Fé e Espiritualidade

há 6 meses


02/11/2021 08h00


Dia dos Fiéis Defuntos, Dia de Finados ou Dia dos Mortos é celebrado pela Igreja Católica hoje,  dia 2 de novembro. Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos quando visitavam os túmulos dos mártires. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos já esquecidos. Aliás, a palavra “finados” significa exatamente isso, algo que finou, findou, acabou ou morreu.

 

Nesta data muitas pessoas vão ao cemitério para rezar pelos familiares e/ou amigos já falecidos. Nesta época em que estamos vivendo essa data será um pouco mais dolorosa para muita gente, tendo em vista que devido a pandemia da Covid-19 muitas pessoas perderam entes queridos/ amigos e até mais de 1 pessoa na mesma família.

 

Para Vanio de Melo que mora em Jacinto Machado, esse dia será de muita saudade, isso porque ele perdeu os Pais com diferença de 4 dias. A mãe dele com 73 anos faleceu no dia 14 de abril de infarto e o Pai dele de 75 anos no dia 18 de abril vítima da covid-19. “Foi uma tristeza muito grande, e não só no dia de Finados, mas quando dá eu vou lá prestar homenagem pra eles. A saudade é grande” relata.


Tradição

Além disso, a maioria das pessoas aproveita essa data para lavar os túmulos e capelas nos cemitérios, acender velas e levar flores.

 

Dia de Finados e outras religiões

Esse tipo de culto aos mortos não é uma exclusividade do catolicismo. Quase todas as religiões, desde a pré-história, contam com um dia específico dedicado à memória dos mortos. Os Celtas, por exemplo, por acreditarem na continuação da vida após a morte, reuniam-se em suas casas no dia 1º de novembro para homenagear e evocar os que já partiram. Nos países de religião budista, como na Tailândia, os mortos também são homenageados até hoje por meio de procissões, música e desfiles de máscaras. No Japão, por outro lado, é costume fazer uma oferenda de arroz e algas para que as almas dos mortos sejam alimentadas. No caso do protestantismo, no entanto, a data não é comemorada. Os protestantes não acreditam na existência do purgatório, como a Igreja Católica, e não têm o hábito de orar pelos mortos.

 

 

Fonte: Jornal Volta Grande - Mariane Rodrigues

Compartilhe esta notícia



Voltar


Utilizamos cookies para sua melhor experiência em nosso website. Ao continuar nesta navegação, consideramos que você aceita esta utilização.

Ok Política de Privacidade

Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande