ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Jovem de Meleiro descobre na arte o seu dom

Entretenimento

há 2 meses


15/05/2020 08h00


Além de tocar vários instrumentos musicais, compor músicas ele também faz lindos desenhos que chamam atenção pela beleza e riqueza dos detalhes.

 Gabriel Augusto Tereza da Silva, tem 22 anos, mora em meleiro (bairro imigrantes) com a avó desde que tinha 1 mês de vida, estudante de engenharia mecânica ele encontrou na arte um hobby que está aperfeiçoando a cada dia que passa.  

“Comecei quando criança, por competitividade com outros colegas na escola mesmo, e isso foi se tornando algo mais frequente, e fui ganhando interesse. Comecei por incentivo dos meus professores de artes, e dos meus colegas, pois eles diziam que eu desenhava bem e me pediam pra fazer desenhos na escola” conta o jovem.  

Segundo Gabriel, ele faz qualquer tipo de desenhos, por vontade própria, alguma criação, a pedido de alguém ou até mesmo olhando uma foto.  

“Eu amo desenhar, assim como outras coisas envolvendo arte, escrevo musicas

Toco alguns instrumentos (saxofone, flauta, entre outros), sempre fui muito ligado a esse meio. Hoje faço faculdade de engenharia mecânica, onde também descobri algumas técnicas com colegas, mas no momento estou desenvolvendo um trabalho musical e começando a divulgar meu trabalho como desenhista. Eu trabalho com realismo não são caricaturas. Por conta dessa pandemia, tive que deixar do meu estágio na área de engenharia, e estou trabalhando de free lancer em Meleiro mesmo pra ter uma renda, mas sou pesquisador na área científica pela Unesc” relata Gabriel. 

Ele conta que leva em torno de 4 a 5 horas para finalizar um de seus desenhos. “Tudo depende do tamanho e qualidade, por dia fico em torno de 2 horas desenhando. São versões minhas sobre uma foto. E já foram mais de 200 desenhos, pretendo ter isso aliado a minha carreira profissional” explica. 

O jovem utiliza lápis h, hf,2b,4b,6b, lápis de colorir preto, lápis branco, borrachas apontáveis, borracha comum, folhas de cartolina para fazer seus desenhos que segundo ele também colore, mas prefere deixar na cor do próprio grafite. Como ele está começando a comercializar seus desenhos, um deles feito em folha A3 custa em torno de R$ 70 reais, dependendo do grau de detalhes.

 Para entrar em contato e ver um pouco do trabalho dele, acompanhe pelo instagram @Gabriels_augusto

Fonte: Mariane Rodrigues/Jornal Volta Grande

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande