ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Veja como dez religiões acompanham o Natal, com as suas principais características

Entretenimento

há 9 meses


25/12/2019 10h52


O Natal é um dos mais importantes feriados do ano. Ele representa a união e a celebração em família. Além disso, a data é recheada de presentes, enfeitos e, claro, a imagem do Papai Noel. Mas muito se fala nesta data sobre o real significado do Natal. Para os cristãos, ele representa o nascimento de Jesus Cristo, filho de Deus. A Umbanda celebra a vida de Oxalá, o maior de todos os orixás. Mas você sabe como que cada religião comemora o Natal? Acompanhe aqui como dez religiões comemoram o Natal. 

 

Católicos

A maior representação da data é o nascimento de Jesus Cristo, filho de José e Maria. A maioria dos católicos costumam comemorar a data em família, reunidos em ceias no dia 24. Ainda costumam ir à igreja para as comemorações religiosas. Entre as comemorações, a principal é a Missa do Galo, realizada pelo Papa no Vaticano. 

Os presépios de Natal é uma forte representação da religião Católica. 

Presépio de Natal (Foto: Reprodução)

Budismo

Na religião budista, não há características particular da comemoração do Natal. Para eles, a data não tem uma representação cristã, mas sim tem um cunho espiritual. Entretanto, os budistas admiram as qualidades de qualquer pessoa que lute pela humanidade, sendo assim respeitam a tradição e a figura de Jesus Cristo. Para eles, Jesus é considerado “Bodhisattva”, que é um santo ou alguém que ama a humanidade a ponto de se sacrificar por ela. 

 

Para eles, o mês de maior comemoração é maio, quando se celebra o nascimento e a morte de Buda.

 

Monges Budistas e Buda (Foto: Reprodução)


Judaísmo

Os judeus não comemoram o Natal e o Ano Novo na mesma época dos demais povos, mas o mês inteiro de dezembro é de festas. No dia 24 de dezembro, os judeus comemoram o Hanukah, que na tradução do hebraico significa “festa das luzes”. Para eles, a data marca a vitória do povo judeu sobre os gregos em uma batalha pela liberdade religiosa há mais de dois mil anos. 

 

O principal símbolo dos judeus é o “menorah”, que é um candelabro de oito velas. Cada vela é acendida diariamente, completando oito dias de festas.  

 

Menorah e as oito velas. (Foto: Reprodução)


Taoísmo

Na China, a maioria da população segue o taoísmo. Eles não seguem qualquer tipo de celebração no natal, contudo a religião conta com diversas datas comemorativas em que se celebra o nascimento de grandes figuras do credo. A data mais importante do ano para eles é o Ano Novo Chinês. 

Comemorações do Ano Novo Chinês - (Foto: Stringer/Reuters)

 

Protestantismo

A religião é subdividida em diversa “visões” da Bíblia. Alguns seguidores comemoraram o Natal assim como os católicos, outros procuram na Bíblia fundamentos para não comemorar a data, já que o dia é do nascimento de Cristo é discutido. 

 

Evangélicos

Os evangélicos, assim como os católicos, celebram o nascimento de Cristo. 

 

Islamismo

Na religião Islâmica, Cristo não é o filho de Deus, mas sim um profeta. Eles não possuem data especial para comemorar o nascimento de Maomé, que é a maior figura representativa da religião. Para eles, as duas principais comemorações sagradas são a Eid al-Fitr, que é a celebração do desjejum após o Ramadã, e o Eid al-Adha, que marca o encerramento da peregrinação a Meca. 

Meca, o santuário dos Islâmicos (Foto: Reprodução)

Umbanda

Na Umbanda, Cristo é relacionado à Oxalá, o maior de todos os Orixás. No Natal, os umbandistas comemoram a data agradecendo à entidade que, de acordo com a sua crença, comanda todas as forças da Terra. 

Representação de Oxalá (Foto: Reprodução)

 

Hinduísmo

Os hindus reconhecem Jesus Cristo como um avatar. Para eles, o Messias é a encarnação de Vishnu, uma das entidades mais importantes. No dia 25, eles comemoram a Festa das Luzes, sendo o dia do nascimento da luz que venceu a escuridão. 

Representação de Vishnu (Foto: Reprodução)

 

Espiritismo 

Nas obras kardecistas, não há menção à data do Natal, sendo assim os espíritas celebram o Natal como julgarem apropriado. 

 

Fonte: 4oito

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande