ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Volkswagen vai converter fuscas antigos em carros elétricos

Entretenimento

601

há 11 dias


08/09/2019 20h09 - Atualizado em 08/09/2019 20h11


Veículos vão receber motores elétricos e baterias com capacidade para rodar 200 quilômetros sem recarregar e poderão atingir velocidade máxima de até 150 km/h

 

 

 

A Volkswagen anunciou uma nova maneira para que os proprietários de fuscas convertam seus veículos em carros movidos à energia elétrica. A montadora vai disponibilizar todas as peças para a modificação e uma empresa alemã, chamada eClassic, será responsável pela modernização do motor.

 

Em vez de acoplar novos motores elétricos e baterias às correntes de transmissão existentes nos carros, a VW vai fornecer à eClassics todas as peças necessárias para que o motor inteiro seja substituído. Essas novas peças, produzidas em série, são as mesmas presentes no E-UP, carro totalmente elétrico da montadora.

 

A bateria presente nos veículos (e que ficará sob o assoalho) terá uma capacidade total de 36,8 kWh, que a VW diz ser suficiente para o fusca rodar 200 quilômetros sem precisar recarregar. Além disso, após as modificações, o veículo terá o equivalente a 82 cv de potência, o que faz com que ele chegue a 150 km/h.

 

A VW diz que também está trabalhando em uma solução de conversão elétrica para Kombis antigas e também para o e-Porsche 356. A montadora alemã informa que considera a possibilidade de usar a plataforma modular MEB (plataforma modular para carros elétricos) em futuras conversões.

 

Essas conversões tendem a não ser baratas, mas são uma opção particularmente interessante na Europa, onde várias cidades estão restringindo ou banindo o uso de motores a diesel em suas áreas centrais. A VW não divulgou preços, disponibilidade e nem mencionou quais outros modelos gostaria de modernizar, embora a empresa prometa mais detalhes no Salão do Automóvel de Frankfurt, que começa no dia 12 de setembro.

 

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande