ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 90,00

ANUAL R$ 160,00

(48) 3535-1256


Colheita Literária incentiva hábito de leitura na Educação Infantil

Educação

há 3 meses


12/11/2023 09h00 - Atualizado em 11/11/2023 21h29


Iniciativa que fez parte da Semana Literária do Colégio Satc busca desenvolver a linguagem e imaginação das crianças

 

 

Os livros são fundamentais para a formação de cidadãos mais conscientes e críticos na sociedade em que vivem. O hábito de leitura é indispensável para a compreensão do que é o mundo para as crianças, além de ajudar no desenvolvimento da linguagem, da criatividade e da imaginação. Pensando nisso, a Educação Infantil do Colégio Satc criou a iniciativa da Colheita Literária, ação que fez parte da Semana Literária da instituição. 

 

 

"Os nossos alunos já têm um contato semanal com a biblioteca do colégio, eles fazem o empréstimo formal de livros e levam para casa, para as famílias também terem esse instrumento de estímulo. Então, para finalizar a Semana Literária, decidimos fazer a colheita para um troca-troca diferente. Os livrinhos estavam pendurados no teto e as crianças tiveram que colher um livrinho para degustar uma história", conta a coordenadora da Educação Infantil do Colégio Satc, Luciana Peruch Ferreira. 

 

 

Segundo a professora, Giovana Pagani Daleffe, colher o livro era, também, um convite para a leitura em família. "O hábito da leitura é algo que nós incentivamos bastante aqui no Infantil, e levar para casa um pouquinho do que a gente faz em sala de aula reforça mais ainda esse nosso trabalho. As crianças estavam super animadas e, quando chegaram na escola, compartilharam com os coleguinhas como foi a experiência", destaca

 

 

A leitura é uma forma de abordar diversos assuntos com os pequenos, além de ajudar nas questões do desenvolvimento emocional e sentimental. "Os livros ampliam o repertório imaginativo das crianças, porque eles te levam para lugares que você não conhece, mas que passa a conhecer a partir da leitura. E contar histórias faz com que os alunos possam, às vezes, externalizar aquilo que estão sentindo e pensando, mas que com palavras eles não conseguem transmitir. Então, por meio desse recurso literário, os estudantes conseguem pensar, sentir e relacionar a história para sua própria realidade, com seus desejos e suas necessidades", ressalta Giovana.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe esta notícia



Voltar


Utilizamos cookies para sua melhor experiência em nosso website. Ao continuar nesta navegação, consideramos que você aceita esta utilização.

Ok Política de Privacidade

Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande