ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


MOMENTO DO DIREITO - Por Elton Luiz Tibes da Silva Junior

Colunistas

há 25 dias


26/08/2020 16h45


Aumentam golpes virtuais durante a pandemia

 

A internet se tornou praticamente a única via de contato entre as pessoas neste período de quarentena. Consequentemente, houve um aumento de golpes no universo virtual. Entre março e abril, o total de ataques virtuais em território nacional saltou de 14 000 para 105 000, um crescimento de 86,6%. Apenas em maio teve a alta de 126,9%. Para se ter uma ideia, em março foram mais de 20 milhões de acessos a links falsos.

 

Os golpes vão desde os mais simples, até aos mais complexos. Dentre eles, os mais comuns são a clonagem dos cartões de crédito e dos aplicativos, tendo como principal alvo o WhatsApp, que somando ao longo do mês de abril, teve mais de 364 000 brasileiros afetados.

 

Neste golpe do WhatsApp, os golpistas entram em contato com o usuário pedindo a confirmação por conversa ou ligação, de um número de verificação que é enviado ao seu SMS. O tal número é o código de autenticação do próprio Whatsapp. Quando este número cai na mão dos criminosos, estes te desconectam do aplicativo e conectam sua conta a um novo celular. Desta forma, utilizam o aplicativo como se fosse você, pedindo dinheiro para a sua lista de contatos em seu nome para as informações bancárias deles.

 

Outro grande golpe, segundo diretor da Startup dfndr lab, entrevistado pela revista Veja, ocorreu antes mesmo de o governo federal liberar o cadastro para os beneficiários do “auxílio emergencial”, em que os criminosos criaram uma página fake(falsa) que prometia valores entre 200 e 1200 reais. “A plataforma apropriou-se de elementos visuais de canais governamentais e conseguiu ser acessada mais de 11 milhões de vezes”.


Como evitar cair nos golpes?

 

Para não cair na mão de golpistas e ter dados roubados no período de isolamento domiciliar, é necessário checar a fonte dos sites, mensagens e propagandas. Quando receber alguma mensagem prometendo dinheiro ou um produto por um preço muito barato, por exemplo, desconfie. Ainda mais em um momento como esse.

Há ainda quem receba mensagens que pedem informações pessoais, financeiras e bancárias e outras que pedem para o usuário baixar aplicativos que fazem testes online para saber se está ou não com coronavírus. Não caia nessa!

 

A dica é nunca permitir acessos caso não forem realmente necessários. E quando utilizar o computador, evite sites que não tenham o endereço com ‘https”. Manter uma cópia reserva dos arquivos também é importante para caso haja uma invasão ou vírus, não danifique os dados armazenados. Outra recomendação é manter os antivírus atualizados.

É importante checar as informações e optar pelos estabelecimentos e fontes mais seguras. Por isso, recomendo sempre muita cautela e cuidado para todos!

 

Agradeço a oportunidade de estar aqui na coluna neste mês de agosto. Aproveito para desejar a todos saúde e união durante esta pandemia. Forte abraço!

 

Obs: Esta coluna tem finalidade apenas informativa, e não substitui uma consulta com um profissional. Para maiores orientações, procure um advogado(a) especialista no assunto, que analisará detalhadamente o caso concreto, indicando as medidas a serem tomadas.

 

Comentários e sugestões:

Site: https://blogmomentododireito.jusbrasil.com.br/

E-mail: momentododireito@outlook.com.br

Fonte: Elton Luiz Tibes da Silva Junior

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande