ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


REPRISES - Coluna por Rosane de Andrade

Colunistas

há 17 dias


27/07/2020 13h24 - Atualizado em 27/07/2020 13h26


REPRISES

 

Com a Pandemia aderi às reprises e quando me dou conta estou buscando filmes antigos no Netflix. Não estou nadando em dinheiro e não compro nada novo pra mim há muito tempo, mas pra comer enquanto assisto a filmes etc em casa, sempre dou um jeito.

 

Finais de semana de sol só servem pra eu dar uma saída rápida com os cachorros pra eles arejarem e tomarem banho. Mais que isso, somente eu nas incursões necessárias à rua: mercado, trabalho, farmácia...

 

O aluguel do escritório continua sendo pago apesar de minha frequência ser reduzida a uma vez por semana. Jamais vou entregar uma sala que com muito custo consegui alugar. E tenho certeza que daqui a pouco as coisas normalizarão e poderei ser diária como o era e sinto saudades.

 

Gosto de ficar em casa, mas não sei mais o que inventar nesta rotina forçada de faxinas (já realizadas), bolos já exaustivamente feitos, comidos e acumulados na pochete natural da barriga.

 

E aí, entre uma pós pela net e uma obrigação profissional travestida de home office, lá vem mais uma reprise. Desta vez assisti à Grease. Tinha-me esquecido de como é gostoso um musical. Sempre foi meu gênero favorito. Adoro aqueles diálogos entrecortados por músicas que já me fizeram ensaiar uns passinhos acreditando-me imitar fidedignamente a Sandy (que não é a do Júnior).

 

John Travolta é, sem dúvida, um de meus atores favoritos. Porém a lista é grande com Tom Hanks, Harrison Ford, Will Smith, Bruce Willis... Longe de mim ser machista, mas não me ocorre, no momento, uma atriz que eu admire como a eles.

 

E é tanto filme bom, tanta série, novela que estou vendo, revendo e notando que quanto mais o tempo passa, mais nos tornamos observadores e esquecidos. Cada crise em um capítulo me faz surtar pois não recordo como foi a solução. Resisto a entrar no Google pra ver com quem Nazira irá casar ou se realmente casará. Nem quero saber se Jade ficará com Lucas ou com Said. Acho que é com o Lucas mesmo mas... deixa a memória me trair e eu curtir como se fosse a primeira vez.

 

E o Pereirão? Outro dia fui fazer a emenda de um fio da estufa aqui de casa, achando-me o legítimo. Abri o quase-falecido, emendei o fio com fita isolante, fechei e fui ligar na tomada bem faceira. Após um ligeiro estouro e 'preteamento' da tomada da cozinha, concluí: continuarei nas letras, porque pra artes elétricas não é questão de sorte, mas estudo e bom senso.

 

E fico curtindo vídeos antigos, músicas da década de 70, 80... filmes... e percebo que éramos felizes, apesar das modas ridículas, e não sabíamos. Éramos apressados, queríamos desfilar nas baladas e aparecer... ah, juventude inconsequente...

 

Hoje a cautela nos manda ficar em casa. Cuidar da gente e de quem amamos. Acalmar o 'facho' e esperar que tudo passe. E que se for exagero ou não, sobrevivamos e prossigamos com nossa busca incessante pela felicidade e pela reprise perfeita.

Fonte: Rosane de Andrade - Coisas de Mulherzinha

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande