ASSINE O JORNAL IMPRESSO

SEMESTRAL R$ 75,00

ANUAL R$ 135,00

(48) 3535-1256


Meleiro poderá usufruir da primeira Faculdade de Direito Canônico

Cidades

há 1 mês


21/08/2020 12h08


Um eficaz encontro e produtivo diálogo com a família Bordignon no último final de semana, teve como objetivo de tratar sobre a vinda da primeira Faculdade de Direito canônico para a cidade. Onde a os cidadãos de Meleiro, especialmente os jovens poderão ter acesso a mais essa ferramenta.

“Será um polo onde liberta da ignorância do fundamentalismo, típico do nosso tempo que eleva a ignorância como verdade absoluta, especialmente a ignorância enquanto conhecimento, da parte dos batizados, e não, das leis e normas que a Igreja católica emana e vive, para, formar, tutelar e edificar a vida da Igreja” explica o advogado José Renato Ramos .

A oferta formativa da faculdade de direito canônico, não somente compreende o conjunto pedagógico e didático de lei e normas, mas foca os seus objetivos em uma formação integral da pessoa humana e uma urgente pastoral do Direito Canônico em toda história da Igreja aos nossos dias além de ser aplicada em modo correto e atual a reforma do Santo Papa Francisco. 

“A faculdade de direito canônico, visa oferecer e promover a maturidade cultural e intelectual do sacerdócio comum na porção do povo de Deus, que é na Diocese local. Com o caríssimo amigo Rogildo, durante o encontro com a sua família, enfatizei, que a faculdade deve oferecer instrumentos para o uso correto da razão. Ou seja; "Qualificamos como atos livres (a liberdade), "o uso correto da razão"; que se alcança através da formação educativa e cultural. Para a formação e educação alcançar um uso correto da razão, ou seja aproximar-se da liberdade; é de fundamental importância uma oferta formativa humanista, uma pastoral humanista do direito canônico; entre as outras faculdades de filosofia, teologia, sociologia, jurídicas, música e todas outras de igual fundamental importância” completa o Advogado Italiano.

 

Ele explica ainda que estas não somente concorrem a uma formação técnica, prática e profissional da enculturação e inclusão dos corretos e livres atos, mas também em sua forma e pedagogia clássica promovem a "fenomenologia da arte de pensar". O educando que acolhe os instrumentos dados da especializada faculdade, vive, incluem e incultura o "trabalho de pensar" transformando-os em atos de liberdade positivos e corretos que florescem em cultura e educação comunitária; relacionando-se, desenvolvendo-se e evoluindo-se no tecido cultural de uma comunidade, garantido e tutelando constituição democrática, que almeja aproximar-se à um projeto responsável, inteligente e livre.

“Ainda por que bem sabemos, que o utilitarismo gera filhos cegos, desintegra a dignidade dos direitos/deveres individuais/comunitários e constrói uma sociedade desumana e pobre. Pobre de paixão, de fantasia, de criatividade, de poesia, de amor, de fé, pobre da essencialidade que se alcança com a fadiga do trabalho de pensar. Educar à fadiga, ao trabalho de pensar; promovendo uma rica flor de ofertas formativas que sejam autenticas e integrais ao complexo inteiro género humano, onde o fundamental e essencial valor não é utilidade, está ao quanto menos é uma consequência, mas sim, o autêntico valor é o fato de ser, existir, amar e todo o bem, toda utilidade dos próprios atos nascem e florescem livremente, espontaneamente doados e reciprocamente reconhecidos meritoriamente” ressalta.

Quem poderá se inscrever na faculdade de direito canônico? A faculdade poderá contar com Padres, freiras, leigos e também pessoas de outras religiões da comunidade, terá sede na Diocese de Criciúma aberta a inteira região de Santa Catarina e se almeja todo sul do Brasil, visto ser uma das primeiras faculdades de Direito canônico. A formação destes profissionais irá contribuir com os direitos e deveres das pessoas na própria comunidade, além de colaborar com o Bispo Diocesano nos tribunais eclesiásticos que surgirão nas várias dioceses locais, como pretende a Reforma do próprio do direito canônico do Papa Francisco.

“A nossa Igreja católica, deseja acompanhar a vida dos fieis batizados com responsabilidade e proximidade, e com a ajuda de Deus em colaboração, com o povo de Deus que é na comunidade local do Meleiro. Da Parte do amigo Rogildo e de sua Família, a urgência de uma pastoral do direito, vai elevar a qualidade da vida e as boas relações de toda comunidade, além de doar um grande impulso pastoral na vida da Igreja Local, com eficácia nas boas relações e vida da inteira comunidade” Conclui.

Fonte: jornal Volta Grande

Compartilhe esta notícia



Voltar


Copyright 2019 - Todos os direitos reservados - Jornal Volta Grande