X

Imagem Banner

Imagem Banner

Imagem Banner

Imagem Banner

NOTÍCIAS



Imagem Notícia

"Coração de Mãe sempre cabe mais um"

12/05/2018

Domingo, dia 13 de Maio é comemorado o Dia das Mães, data em que as famílias se reúnem para celebrar essa pessoa tão importante. Afinal Mãe é aquela que cuida, ama, corrige e fica feliz por cada conquista. Mas na casa de Rosimere Goulart a comemoração é um pouco maior, isso porque além dos 4 filhos biológicos ela adotou mais 7 crianças. 

Filhos Biológicos: Tamires de 28 anos, Willian 27 anos, Demiquiel de 18 e Michelly de 17 anos. Adotou também as irmãs que são sobrinhas e ficaram órfãs: Fabiana de 20 anos, Josiane de  19 anos que foram adotadas quando elas tinham 7 e 6 anos, e agora há dois anos atrás ela esta em processo de adoção dos 5 irmãos Raissa 7 anos, Larissa 5 anos, Jhonata 4 anos, Natan 3 anos, Jonas 2 anos. 

"Foi a melhor coisa que fiz na minha vida, eles fazem parte de mim e da nossa família. As duas mais velhas são minhas sobrinhas, e como os pais faleceram eu fiquei com a guarda, e os outros 5 irmãos que estou há 2 anos com eles, a mãe é dependente química e não tinha mais condições de ficar com eles, o mais novo inclusive a gente tirou das mãos de uma criminosa, pois ela tinha vendido o menino. Quando fomos pegar ele a assistente social falou que ou a gente levava os 5 ou nenhum, não pensamos duas vezes e hoje estão os 5 comigo" Conta a mãe. 

Ainda de acordo com Rosimere o amor e o carinho que as crianças tem por ela supera qualquer dificuldade e isso faz com que ela tenha certeza desse dom que Deus lhe deu: SER MÃE. 

"Minha filha caçula já estava com 17 anos, não tinha porque eu assumir esse compromisso, mas acredito que são coisas que Deus coloca na nossa vida. Faço o possível para eles se sentirem bem. E todos eles me chamam de mãe, me enchem de carinho e isso me dá cada dia mais certeza da escolha que fiz, pois fácil não é. E tenho um sonho de ainda poder estar melhor financeiramente ampliar minha casa e adotar mais crianças, essas maiores que muitas vezes ficam em lares" Ressalta Rosimere com emocionada. 

Adoção: um ato de amor

A mãe conta que as duas mais velhas ela já tem a guarda, mas os 5 irmãos ainda estão em processo de adoção. segundo ela ainda precisa ser feita uma última visita a casa dos pais biológicos para depois então dar seqüência ao processo.

"Mas eles já estão comigo há 2 anos, não me vejo mais sem eles e tenho certeza que eles também não queiram voltar. Um dia uma das irmãs mais velhas, Raisse de 7 anos ouviu uma conversa minha no telefone com a assistente social, e depois que eu desliguei ela me chamou e perguntou, Mãe você promete que vai cuidar da gente até a gente ficar bem grande? Na hora abracei ela, prometi e comecei a chorar, pois é um amor verdadeiro, vindo de uma criança. Então não posso e nem consigo pensar minha vida sem eles. Afirma Rosimere. 

Ela relata que a família vive com uma renda que não é fixa, pois o esposo trabalha como autônomo. Mas que recebem bastante ajuda. 

"Mas o amor e carinho que eles dão supera todas as dificuldades. Não posso sentar e ficar parada que eles vem todos ao meu redor. São muito carinhosos e só querem amor e atenção" Completa.

 

"Temos orgulho da nossa Mãe" 

Durante a entrevista era bonito de ver as crianças rodeando a mãe, abraçando e fazendo carinho. Com certeza é explicito o amor que as crianças tem pela mãe adotiva. As mais velhas inclusive nem gostam que falam que são adotadas. 

"Tenho orgulho de ter ela como mãe. É difícil uma pessoa querer pegar assim duas meninas grandes, foi mesmo por amor e fizeram muito por mim, até esqueço que sou adotada. Só tenho a agradecer" Contou Josiane de 19 anos.

 Já a pequena Raissa de apenas 7 anos mas muito esperta, ela começou falando que a mãe é legal. "Gosto bastante dela porque ela cuida da gente, e ela é nossa mãe" Finalizou a menina com um sorriso nos lábios. 

Mesmo com tantos afazeres, e toda atenção que precisa dar para as crianças Rosimere tirou um tempinho para escrever um texto, sobre o que é ser mãe, que acompanhamos abaixo.

Ser Mãe...

 Ser mãe é ter amor incondicional vinte quatro horas

Ser mãe é educar seus filhos(as) para a sociedade do bem

Ser mãe é levantar todas as noites ir de quarto em quarto olhar seus filhos dormindo e ver se eles estão bem, senão estão passando frio ou calor

Ser mãe é passar a noite acordada vigiando seus filho doente e cuidando até a noite passar

Ser mãe é perceber que seu filho(a) esta com problemas e ajuda a sair dos problemas

Ser mãe é ser amiga de seu filho(a)

E ser mãe adotiva é fazer que seus filhos adotivos se sintam como se fossem formados dentro de seu ventre, mesmo eles sabendo que são adotivos pois para mim não há diferença pois todos são meus filhos e cada dos meus 11 filhos tem seu jeitinho diferente

Ser mãe  é amar seus genros, noras e netos para manter uma família unida e bem instruída

Ser mãe é ser feliz, mesmo que esteja no momento de dificuldade de sua vida

Ser mãe é amar, amar, amar e  infinitamente amar...

 

Fonte: Mariane Rodrigues - Jornal Volta Grande


Ver Todas Notícias



ENTRAR

CADASTRE-SE


ENQUETE

Na sua opinião, neste, um ano e meio, que nota você dá para o prefeito e sua equipe do município de ERMO, que é administrada pelo prefeito Aldoir Cadorim PSD e Donato Dela Vechia MDB:

 Bom (8 a 10):

 Satisfatório ( 5 a 7)

 Ruim (1 a 4)

PREVISÃO DO TEMPO


ANUNCIE AQUI

Imagem Anúncio

Imagem Anúncio


Imagem Anúncio

Imagem Anúncio


Imagem Anúncio

Imagem Anúncio


Imagem Anúncio

Imagem Anúncio